Livros

Domingos Passos – Textos Reunidos

> 37 págs. – 2,50

“O Centralismo, ao contrário, é a negação da autonomia do indivíduo, colocada nas mãos do presidente ou do presidium ou seu organismo ou partido político. Negação ainda deste partido político ou organismo colocado nas mãos dos chefes da Internacional…  Internacional!!!? Não, só erradamente ou mistificadamente pode-se na linguagem centralista falar em federações, confederações e internacionais ou internações.  Em centralismo, formado o partido ou seita, os chefes deste partido ou seita dão ordens e todos os seus adeptos cumprem-nas sem hesitação, sem discussão.  Haja vista a Igreja Católica Apostólica Romana, a mais formidável organização centralista que o mundo possui.  “