Eventos

[Curitiba – PR] I Feira Reventar! Publicações e Atividades Libertárias.

Written by Ho Dolpho

Essa é a primeira feira organizada pelo coletivo Reventar! – Ter desejo grande de algo, romper bruscamente, manifestar um impulso: Reventar! é o nome que demos a um coletivo que nasceu de forma espontânea em conversas do dia a dia e que logo tornou-se agregador para organizarmos num novo impulso de nossas vidas, atividades e ações com princípios libertários/anarquistas. Teremos, além de muitos materiais impressos e exposições de artistas, várias atividades propostas por diferentes coletivos e pessoas!

— Programação Atividades —

Sábado:

– 10h: Abertura/organização das banquinhas/inserir propostas.
– 11:30h: Almoço sem preço.
– 13h: Fanzine como uma forma de Ação Direta. [Bel e Chicó] – 14h: Workshop Mural Chileno [MOB] – 14h: Conversa: Indústria cosmética, política de corpos, auto cuidado e produtos naturais [Solo Infértil] – 15h: Conversa: Feminismo & Anarquismo [Ximena] – 16h: Exibição/Debate Libertação Animal – filme ‘Bold Native’

Domingo:

– 10h: Café com frutas [leve sua fruta, compartilhe] – 10h: Yoga [Kaio] – 11h: Oficina de segurança virtual [Babi] – 11h: Oficina de encadernação – Aprenda a fazer o básico [Zenite] – 12h: Almoço sem preço
– 14h: Oficina de desenhos [Guto Miranda] – 15h: Conversa: Reconhecer privilégios, lugares de fala e seu lugar – empatia e empoderamento [Solo Infértil] – 16h: Autodefesa para mulheres [Mariposa] – 17h: Veganismo Popular – criando sopas baratas [Renan] – 18h: Exibição vídeo ‘Para mudar tudo – Um chamado Anarquista’

———-

Descrição das atividades:

— Sábado —

*Abertura/organização das banquinhas/inserir propostas.

A partir das 10h, vamos montar as exposições, organizar os espaços em geral e para as banquinhas de materiais impressos.

*Almoço sem preço

Não há preço definido, é um exercício de percepção do trabalho gerado, de empatia ao esforço e de compreensão de si mesmx e das pessoas envolvidas com a cozinha. Os almoços arrecadarão dinheiro para custos de viagens e outras despesas da feira!

*Fanzine como uma forma de Ação Direta. [Bel e Chicó]

A prática da fanzine trás desde seu nascimento a necessidade de se afirmar fora dos padrões estipulados pela sociedade de consumo, justamente por ser uma criação artística sem qualquer dependência de grandes editoras ou veículos da mídia tradicional e ainda estar ancorada no ideal “faça-você-mesmo”, é uma produção por si, mas nunca se limitando em si. Fanzine é uma fundamental ferramenta de criação de ideias, em tempos que a reprodução de opiniões basta. Dessa forma é inevitável perceber que possui um caráter transformador em sua gênese. E é nesse viés que procuraremos apresentar essa prática que nasce na década de 1930 como voz dos amantes da ficção científica, passando-se como “mídia oficial” do movimento punk nas décadas de 1970, 1980 e 1990, além de se fazer importante na divulgação de ideais libertários. Com uma oficina que abordará desde sua história, práticas, formatos e formas, além da criação coletiva de uma fanzine.

*Workshop Mural Chileno (MOB)

O Muralismo praticado por nós tem influência direta do Muralismo Chileno, criado ainda recentemente pelas Unidades Muralistas Lutador Ernesto Miranda (UMLEM) em 2003. A sua função principal é de ser um instrumento de propaganda política, ou seja, é por meio desses murais que traremos nossas ideias e concepções de luta e poder popular, como proposto orginalmente pelo UMLEM. Por isso, o muralismo precisa trazer uma reflexão e identificação de que as pessoas pintadas, são as pessoas do povo, as pessoas que estão agindo por meio da luta. Assim, a estética do muralismo precisa ser mais simples, onde há uma chance maior de se identificar com as pessoas retratadas e também uma facilidade maior de todos se apropriarem da estética e poderem reproduzir em seus locais de atuação.Assim, tanto pela necessidade política quanto por requerer uma baixa habilidade artística, a estética criada em Valparaíso no Chile, hoje atinge diversas outras regiões desse país. Sendo, apropriada tanto por organizações políticas como por organizações do povo, têm se espalhado para outros países como na Argentina e no Brasil, sendo aqui reproduzida por coletivos do RS, SC, PR, SP e RJ.

*Conversa: Indústria cosmética, política de corpos, auto cuidado e produtos naturais [Solo Infértil]

(descrição em breve)

*Conversa: Feminismo & Anarquismo [Ximena]

(descrição em breve)

*Exibição/Debate Libertação Animal – filme ‘Bold Native’

‘Bold Native’ levanta questões sobre práticas dentro da libertação animal e mostra de forma crua como o capitalismo promove o lucro acima de qualquer ética. O filme busca ir ao centro das questões de libertação animal e exibe o que um coletivo focado na luta busca criar para um mundo onde animais não-humanos sejam tratados de forma justa e não serem mera propriedade.

— Domingo —

*Café com frutas [leve sua fruta, compartilhe]

Que tal uma super salada de frutas pra começar domingo? A partir das 10h!

*Yoga [Kaio]

Teremos uma sessão aberta de Yoga!

*Cultura de segurança e iniciação à criptografia [Babi]

Vamos conversar sobre como proteger a privacidade nas comunicações
físicas e virtuais para abrir brechas de liberdade da informação na
sociedade de controle.

*Quem já tiver chave pública de criptografia traga a impressão digital –
fingerprint – em papel para trocar durante a oficina 🙂

*Oficina de encadernação

Aprenda a fazer o básico de uma encadernação artesanal, perfeita para confeccionar livros de qualquer tamanho, cadernos de anotações ou desenhos, quadrinhos e tudo o que mais você quiser colocar no papel.Tudo isso utilizando simples conhecimentos milenares e materiais que talvez você já tem em casa (agulha, linha, estilete e cola).

Levar consigo:
– papel A4
– estilete
– agulha
– linha
– cola branca
– algum papel A4 mais grosso – papel cartão ou similar.
– binder clip*

*Almoço sem preço

Não há preço definido, é um exercício de percepção do trabalho gerado, de empatia ao esforço e de compreensão de si mesmx e das pessoas envolvidas com a cozinha. Os almoços arrecadarão dinheiro para custos de viagens e outras despesas da feira!

*Oficina de desenhos [Guto Miranda]

(descrição em breve)

*Conversa: Reconhecer privilégios, lugares de fala e seu lugar – empatia e empoderamento [Solo Infértil]

(descrição em breve)

*Defesa Pessoal Feminista [Mariposa]

A oficina busca passar uma noção de defesa pessoal utilizando diversas técnicas, do Wen Do a lutas, além de técnicas sem contato físico.

Aberta somente para mulheres e pessoas trans.

*Veganismo Popular – criando sopas baratas [Renan]

Com ingredientes fáceis de encontrar, custo baixíssimo e criatividade para um veganismo que pode e deve ser popular. Sopa de amendoim, batata e de beterraba!

*Exibição vídeo ‘Para mudar tudo’ – um chamado anarquista.

Mudanças climáticas, escassez de água, crises econômicas que ameaçam nossos empregos já instáveis e precários, bem como nosso acesso a alimento, saúde e moradia: a ordem dominante é insustentável em todas as suas formas. Até mesmo os seus maiores representantes, como a mídia, políticos e empresários, admitem que são necessárias mudanças radicais. Mas por que deveríamos pedir ou esperar que essas autoridade tomem a
iniciativa? Vídeo de 8 minutos, seguido de debate sobre a relevância do pensamento anarquista para as lutas sociais atuais.

——–

arte do cartaz: Apkallu
contato:
reventar@riseup.net

Local: Mamba Vegan – Rua Presidente Carlos Cavalcanti 1345, 80510040 Curitiba

Data: 29 e 30 Julho

About the author

Ho Dolpho