Contracultura Zines e Biblioteca

O Movimento Punk no ABC Paulista: Anjos – Uma vertente radical

Esta tese se foca no surgimento do punk no ABC paulista, falando também sobre a cena na capital e as brigas históricas entre punks de São Paulo e ABC. A tese ainda discute os primórdios nos EUA e Inglaterra no início do Punk, fornecendo respostas diferentes daquelas costumeiramente dadas por aqueles que atribuem à Malcom MacLaren e os Sex Pistols a paternidade do punk. Vale a pena ler!

Resumo: O Movimento Punk surge em meados dos anos 70 como um dos últimos movimentos contraculturais. Se deu primeiramente como um fenômeno musical, o punk rock, música de protesto anti-conformista adotado por uma parcela de jovens intelectuais norte-americanos e depois ingleses. A princípio foi contra a comercialização à qual o rock havia se submetido, posteriormente se expandiu como um movimento social, cultural e artístico, de contestação juvenil anti-establishment. Cresceu e se radicalizou junto à classe operária, principalmente a inglesa, depois se proliferou para o mundo todo, visto pelas autoridades como um movimento de ?cultura subversiva?. No Brasil o movimento radicou-se nas diversas regiões metropolitanas de São Paulo, tendo maior expressividade no centro da capital enfatizado pelo fator midiático e na região industrial do ABC, onde obteve formas mais expressivas e radicais, estando envolvido com as lutas operárias e sindicais ocorridas no final da década de 70 e início dos anos de 1980.

Para baixar clique aqui

About the author

anarcopunkORG